Um dos principais setores que mantém a economia de Santa Catarina, ficou ameaçado com as portarias 10/2020 e 16/2020 publicadas pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA).

As medidas impõem restrição no cultivo de pinus e eucalyptos, classificando as espécies como “exóticas invasoras”. Em Curitibanos o Sindicato da Indústria Florestal da Região de Curitibanos (Sifc), já manifestou posição contrária ao instituto e através de ofício, solicitou ao deputado Nilso Berlanda (PL), revisão e revogação destas Portarias. Outra portaria foi publicada 96/2020 e suspendeu os efeitos da portaria 16/2020.

Somente na região de Curitibanos, a indústria da madeira é responsável por cerca de 50% da economia, mantendo o emprego e a renda. As madeiras de reflorestamento apontadas na portaria como “exóticas invasoras”, são justamente as utilizadas pelas indústrias para a produção de diversos produtos.

As portarias geraram uma reação negativa em todo o setor, a Associação Catarinense das Empresas Florestais (ACR) emitiu nota repudiando e contestando as medidas. O Sindicato também emitiu uma nota apoiando a manifestação da ACR e também encaminhou um ofício ao deputado Nilso Berlanda, solicitando a revogação das portarias. No documento, o sindicato aponta que “as medidas foram tomadas sem qualquer explicação cientifica que as instrua, tentam apenas eliminar a cultura florestal no estado”.

Diante da repercussão negativa das entidades que representam o setor, o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina, publicou uma nova portaria que suspende os efeitos da Portaria Nº 16/2020 de 16/01/2020 até que seja publicada a Instrução Normativa Nº 72 que definirá o Cadastro de Plantios de Espécies Exóticas e que este Cadastro esteja devidamente implantado.

 

Foto Divulgação.

Contato


captcha
Powered by BreezingForms

Localização

 

Avenida Salomão Carneiro de Almeida, 388 - Sala 56.
Centro - 89520000
Curitibanos - Santa Catarina

Fone: (49) 3241-1338 / (49) 98423-8512