Os recursos arrecadados através da Contribuição Sindical Patronal auxiliam no desenvolvimento e no crescimento do associativismo. Além disso, garantem que as entidades sindicais possam exercer, de maneira plena, a representatividade das indústrias perante os órgãos governamentais.

A tabela divulgada anualmente pela Confederação Nacional da Indústria – CNI é usada como base para a contribuição. 

 

 

De posse do valor a ser recolhido, emita sua guia no link abaixo: 

 

 

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

 

Quem deve pagar a contribuição sindical?

Com o advento da Lei 13.467/17, o pagamento da contribuição sindical tornou-se facultativo. Todavia, cumpre ressaltar, que o recolhimento é um importante fator no desenvolvimento do associativismo e no consequente fortalecimento do setor econômico no qual a empresa está inserida.

 

Empresa não associada ao sindicato pode pagar a contribuição sindical?

Sim. O fato de não se filiar a sindicato não impede que as empresas façam o recolhimento em prol do fortalecimento do seu setor. 

 

Qual o prazo de pagamento da contribuição sindical patronal?

A contribuição sindical patronal tem seu vencimento no dia 31 de janeiro de cada ano e seu pagamento deve ser efetuado exclusivamente por meio da Guia de Recolhimento da Contribuição Sindical Urbana (GRCSU), conforme modelo aprovado pela Caixa Econômica Federal.

 

Para qual sindicato a empresa deve recolher a contribuição sindical?

A empresa deve recolher a contribuição em favor do sindicato representativo de sua categoria econômica. Na ausência deste, a empresa recolher a contribuição sindical em favor da Federação das Indústrias.

 

Com o pagamento da contribuição sindical, a empresa se torna sócia do sindicato?

Não, o pagamento da contribuição sindical é independente da associação ao sindicato.

 

A contribuição sindical é aplicada de que forma pelas entidades?

A forma de aplicação dos valores arrecadados com a contribuição sindical é estabelecida no estatuto do sindicato, bem como em Assembleias Gerais da Categoria que tratem do tema.

 

Posso pagar a contribuição sindical para outro sindicato?

Não, a contribuição sindical deverá ser destinada para o sindicato que representa a sua categoria.

 

A empresa iniciou suas atividades após o mês de pagamento da contribuição, como proceder?

Para empresas que venham a se estabelecer após o mês de janeiro, o recolhimento da contribuição sindical deverá ser efetuado por ocasião do requerimento, junto às repartições competentes, do registro ou da licença para o exercício da respectiva atividade (Art. 586 e 587 da CLT).

 

Nesse caso a empresa pagará juros ou multa?

Não. Pagará somente o valor da contribuição devida, no mês de início de suas atividades.

 

A empresa que iniciou suas atividades após o mês de pagamento da contribuição pagará a contribuição proporcional aos meses de atividade?

Não. A contribuição sindical é cobrada de uma só vez para todo o exercício, pois, não existe proporcionalidade na cobrança desta contribuição.

 

Os sindicatos precisam publicar o edital de contribuição sindical?

Com o advento da Lei 13.467/17, as entidades sindicais não são mais obrigadas a promover a publicação de editais concernentes ao recolhimento da contribuição sindical. Porém, a FIESC continuará normalmente com as publicações, quais sejam, comunicados veiculados durante três dias, no jornal de maior circulação local e até dez dias da data fixada para depósito bancário (art. 605 da CLT). A FIESC publica o Edital em nome de todos os Sindicatos patronais.

 

Como calcular o valor da contribuição sindical patronal para cada empresa?

O recolhimento da contribuição sindical patronal deverá ser efetuado com base na tabela divulgada anualmente pela CNI. O valor é calculado a partir do capital social de cada empresa. A Tabela do exercício 2018 será disponibilizada, no dia 14/12/2018, através deste Link.

 

Como calculo o valor da guia?

  • Enquadre o Capital Social na "classe de capital" correspondente.
  • Multiplique o capital social pela alíquota correspondente à linha onde for enquadrado o capital.
  • Adicione ao resultado encontrado o valor constante da coluna "parcela a adicionar", relativo à linha do enquadramento do capital.

 

Como se calcula a multa e os juros da contribuição sindical?

De acordo com o Art.600 da CLT o recolhimento da contribuição sindical fora do prazo será acrescido da multa de 10% nos primeiros 30 dias com adicional de 2% por mês subsequente de atraso, além dos juros de mora de 1% ao mês e correção monetária.

 

A empresa tem filiais em cidades diferentes, para qual sindicato deve contribuir?

As empresas atribuirão parte do respectivo capital às suas sucursais, filiais ou agências, desde que localizadas fora da base territorial da entidade sindical representativa da atividade econômica do estabelecimento principal, na proporção das correspondentes operações econômicas, fazendo a devida comunicação às Delegacias Regionais do Trabalho, conforme a localidade da sede da empresa, sucursais, filiais ou agências. (art. 581, "caput" da CLT).

Exemplo:

  • Capital da empresa: R$ 920.000,00
  • Faturamento da matriz em São José (Sindicato São José) R$ 800.000,00 → 80%
  • Faturamento na filial em Joinville (Sindicato de Joinville) R$ 200.000,00 → 20%
  • Total Faturamento R$1.000.000,000 → 100%

A matriz São José, com percentual de faturamento em 80%, terá um capital proporcional de R$736.000,00 (R$ 920.000,00 x 80%), para fins de enquadramento na tabela de contribuição do sindicato respectivo.

A filial Joinville, com percentual em 20%, terá um capital proporcional de R$184.000,00 (R$ 920.000,00 x 20%), para referido enquadramento.

No caso de filiais, sucursais ou agências que pertencem ao mesmo sindicato e estão localizadas na mesma base territorial da matriz, não será aplicado o princípio da atribuição de capital.

 

A empresa possui mais de uma atividade econômica, para qual sindicato deve recolher a contribuição sindical?

Quando a empresa realizar diversas atividades econômicas sem que nenhuma delas seja preponderante, cada uma dessas atividades será incorporada à respectiva categoria econômica, sendo a contribuição sindical direcionada à entidade sindical representativa da mesma categoria.

Assim, sem atividade preponderante, a contribuição é destinada aos sindicatos correspondentes a cada atividade.

Conforme dispõe o art. 581, § 2º da CLT, entende-se por atividade preponderante a que caracterizar a unidade de produto, operação ou objetivo final, para cuja obtenção todas as demais atividades convirjam, exclusivamente, em regime de conexão funcional.

Com relação às sucursais, agências ou filiais, procede-se da mesma forma (art. 581, § 1º da CLT).

 

O capital social da empresa aumentou após janeiro, é necessário complementar o pagamento da contribuição sindical?

A contribuição sindical dos empregadores, conforme dispõem os artigos 580, III e 587 da CLT, é proporcional ao capital da empresa e a época para pagamento é janeiro. Assim, o entendimento predominante, porém não pacífico, é no sentido de que as modificações do capital social durante o ano não implicam em complementação ou restituição de diferenças da contribuição sindical paga.

 

O pagamento da contribuição sindical poderá ser parcelado?

A contribuição sindical não pode ser parcelada por força do que dispõe o Art. 580 da CLT, que diz: "A contribuição sindical será recolhida, de uma só vez, anualmente".

 

Onde posso pagar a contribuição sindical?

A contribuição sindical poderá ser quitada até a data de seu vencimento em qualquer banco ou agências lotéricas. Após o vencimento somente na Caixa Econômica Federal.

 

Posso pagar diretamente na sede do sindicato?

Não. O Sindicato não poderá aceitar o pagamento da contribuição sindical em função dos recursos não serem totalmente revertidos para a entidade, no momento do pagamento o valor da guia é rateado no sistema bancário para as diversas entidades sindicais, conforme determina o Art.589 da CLT. 

 

Paguei errado para outro sindicato, o que faço?

Nos casos de pagamento irregular, a empresa deverá encaminhar uma cópia da guia quitada para o sindicato que se beneficiou indevidamente do pagamento e solicitar a devolução exclusivamente da parcela que para ele foi ou será rateada conforme previsão legal.

 

Quais os benefícios de recolher a contribuição sindical?

  • A empresa estará contribuindo com o fortalecimento da sua categoria econômica.
  • Poderá ser mais bem representada perante os órgãos públicos e no meio político.
  • Poderá questionar e exigir sua representatividade perante sua entidade sindical nas negociações coletivas e atividades reivindicatórias em geral.

- AGROPASTORIL BOA VISTA LTDA

- FAZENDA BOA VISTA

- AGROPASTORIL GABOARDI LTDA

- BERNECK S/A PAINÉIS E SERRADOS

- BROCHMANN POLIS INDUSTRIAL E FLORESTAL S/A

- COMPENSADOS APECS LTDA

- FLORESTAL PINUBRÁS LTDA

- FLORESTAL RIO MAROMBAS LTDA

- GEOFORST ENGENHARIA

- GOLDEN FOREST

- INDÚSTRIA DE CARTÃO SBRAVATTI LTDA

- CARTÃO SBRAVATTI

- INDUSTRIAL E EXPORTADORA DE MADEIRAS BARP LTDA

- JOSÉ HENRIQUE ROSA

- LAMINADOS ITÁLIA LTDA

- LATINA SUL MADEIRAS LTDA

- LB INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE MÓVEIS LTDA

- MADEIRAS MARISOL LTDA

- MADEIRAS NEDRI LTDA

- MADEMAQ INDUSTRIAL LTDA

- MADEIREIRA BROCARDO LTDA

- MADEIREIRA GIOVANE LTDA

- MADEIREIRA SAMISTRARO LTDA

- NEDRI INDUSTRIA DE MADEIRAS LTDA ME

- NP TRANSPORTE E BIOMASSA

- COMÉRCIO DE MADEIRAS NORTEPONTEALTENSE LTDA

- ROBERTO BECKER E CIA LTDA

- RC FLORESTAL

- CALOMENO ADMINISTRADORA DE BENS AS

- MADEIREIRA VARASCHIN LTDA

- MADESCUR INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE MADEIRAS LTDA

- MADESONDA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA

- MALINSKI MADEIRAS LTDA

- MAROMBAS INDÚSTRIA COMÉRCIO DE PAPELÃO LTA

- REFLORA AGROFLORESTAL LTDA

- SUPER GEO – ENGENHARIA E TOPOGRAFIA

- TERRA OX IND E COM DE ARTEFATOS DE MADEIRAS LTDA

- UNIÃO FOSFOREIRA LTDA

- VIVEIROS PRIMOR

- WALDIR CAMARGO DE SOUZA

 

 

 

Sindicato filiado a FIESC

Somos filiados a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina, aonde fornece suporte jurídico e apoio técnico, como facilitação e agilidade no auxílio aos associados.

  •  Ações judiciais coletivas;
  •  Mandado de segurança para liberação de cargas em portos grevistas;
  •  Relações Trabalhistas coletivas e em negociações coletivas;
  •  Legislativo e tributário;
  •  Observatório da Indústria – panorâmico econômico em dados.

 

SENAI

É uma das maiores redes de educação profissional que, aliada aos serviços técnicos e tecnológicos e à inovação, promove condições ideais para o desenvolvimento das indústrias e a ampliação de sua competitividade, por isso estimula a inovação e tecnologia por meio de seus Institutos e sua rede de Laboratórios de Metrologia.

  • Cursos técnicos 
  • Aprendizagem industrial
  • Desenvolvimento de líderes
  • Consultorias especializadas em processos produtivos
  • Consultorias especializadas para atendimento de legislação, normas e regulamentos técnicos.

Associado possui 15% de desconto. 

 

SESI

Busca impulsionar a competitividade da indústria catarinense por meio da melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores, gerando uma sociedade mais equilibrada e contribuindo diretamente para o aumento da competitividade industrial.

  • Segurança e saúde;
  • Alimentação;
  • Vacinas;
  • Educação Corporativa;
  • Educação para jovens e adultos;
  • Programas que contemplam dependentes;
  • Esportes;
  • Capacitação;
  • Odontologia

Associado possui tabela diferenciada de preços aplicados pelo SESI.

 

Negociação Convenção Coletiva

É através do sindicato que são realizadas as negociações de convenções coletivas e salário normativo, não necessitando ser dependente das negociações de outros sindicatos.

 

Membro da Frente Parlamentar do Setor Madeireiro e Moveleiro 

Objetivo sugerir e acompanhar as políticas públicas e obras de infraestrutura que garantam a competitividade logística e o desenvolvimento econômico sustentável do segmento. Em parceria com o Sifc busca esclarecer dúvidas sobre as medidas que o Governo encaminha para Assembleia e a Frente Parlamentar se destaca como um canal de interlocução com o Governo do Estado onde é possível discutir as principais dificuldades enfrentadas.

 

Programa de Prevenção da Vespa da Madeira e Aquisição de Nematoide

Trabalhamos na conscientização empresários/produtores florestais para a realização do monitoramento, e no constante controle da praga, para evitar sua dispersão. A parceria do Sifc com a ACR e a Embrapa propicia a aquisição do nematoide, com descontos para associados e em algumas situações, totalmente gratuito.

 

Convênio Unimed

Com o convênio da Unimed Empresarial, as empresas terão planos de saúde com preços mais flexíveis, para empresários, dependentes e colaboradores.

 

Parceria Sebrae

A parceria firmada com o Sebrae, auxilia as empresas em consultoria, especializações, informações e programas para à indústria com subsídios.

 

Parceria com Portal Via Pública e Ativa Comunicações 

O portal possui cerca de 5 a 10 mil acessos diários. Sendo uma ferramenta para fortalecer a marca da empresa, propiciar negócios e melhorar o relacionamento com o público, associados do Sifc possuem desconto nos anúncios, produção de sites, logomarca, vídeo institucional, publicidade e matérias jornalística.

 

Parceria com demais Entidades e Setores Públicos (municipais e estaduais)

O Sifc é parceiro com demais entidades do município e região, bem como de setores Públicos, municipais e estaduais. Essa parceria auxilia as indústrias na condução de algum serviço que demanda tempo e sistemas burocráticos.

 

Cursos e Palestras

O Sifc traz aos seus associados e comunidade em geral, cursos e palestras para atualização e motivação, sendo que os associados possuem preço diferenciado, sendo em algumas situações, totalmente gratuito.

 

Feiras, Campanhas e Projetos

O Sifc busca participar de feiras ligadas ao setor, para trazer informações de inovações, bem como aumento de rede de contatos e geração de negócios. Promovem campanhas institucionais e de sustentabilidade para envolver-se, juntamente com seus associados na comunidade em geral, como distribuições de mudas, recuperação de área degradada, projetos de recreação entre outros.

 

Atendimento as Empresas e a Comunidade

Fornecemos auxílio na área industrial e florestal, bem como suporte e facilitação na busca informações;

 

Locação de auditório

Lugar ideal para as empresas que buscam um local para seus eventos, workshops, treinamentos e reuniões empresariais. Infraestrutura com quadro branco, mesas e cadeiras com capacidade para até 40 pessoas. Ambiente agradável, localizado no centro, com acesso à internet, além de disponibilizarmos equipamentos para locação durante o evento (Telão/Datashow).

 

Catálogo de Emprego

O Sindicato oportuniza uma ferramenta ao seu associado para que facilite a contratação de funcionários. O anúncio de vagas é divulgado através das nossas mídias sociais e nos veículos de imprensa que são parceiros do Sifc.

 

Reuniões de Trabalho

Realizamos reunião de trabalho a cada três meses, com o propósito de unir empresários do setor, verificar o andamento da indústria individual e coletivamente, onde promovemos a discussão dos principais entraves e a união de esforços para buscar soluções.

Missão

Fortalecer a região através do desenvolvimento da indústria florestal, destacando o sindicato na responsabilidade com o meio ambiente perante a sociedade e o associado, demonstrando a importância econômica, ambiental e social do setor de base florestal.

 

Visão

Fortalecer a integração dos setores da base florestal e industrial, proporcionando acesso a tecnologias, produtos e mercados, em integração com a sociedade.

 

Valores

  •  Ética
  •  Excelência
  •  Trabalho em equipe
  •  Inovação
  •  Foco em resultados
  •  Credibilidade

 (Gestão 2016/2018)

 Presidente - Geanpaulo Pasa

Vice-Presidente - Luis Fernando Brocardo

1° Secretário - Evandro Luiz Cozer

2° Secretário - Fábio Casagrande Calomeno

1° Tesoureiro - Flademir Luiz Barp

2° Tesoureiro - Wolmar Pellizzaro

 

 CONSELHO FISCAL

EFETIVOS                                                                          SUPLENTES

 

                                                        Geraldo Peretti                                                           Guilherme Gava Gaboardi

                                                      Alair Paulo Primon                                                  Thiago Augusto Grone Bossardi

                                                   Brahian Kastl Popinhak                                                           Adriana Sonda

 

DELEGAÇÃO FEDERATIVA

EFETIVOS                                                                          SUPLENTES


                                                      Geanpaulo Pasa                                                                José Schreiner Miri

                                                    Newton João Fabris                                                            Evandro Luiz Cozer

 

 

 

 

Fundado em 27 de julho de 1994, o Sindicato da Indústria Florestal de Curitibanos (Sifc) valorizou e fortaleceu o setor na região através do planejamento e das melhorias contínuas dos serviços prestados, e a sua filosofia é a satisfação de todos seus associados. Com um papel fundamental para o fortalecimento do setor industrial e empresarial madeireiro, o Sifc auxilia no crescimento das empresas através da defesa dos interesses. A atuação é de extrema importância para a região, em 2017, associados ao Sifc foram responsáveis por quase cinquenta por cento do movimento econômico de Curitibanos. 

Por isso o Sifc acredita que a potencialidade da sua terra, está registrada na madeira e no desenvolvimento industrial!

 

 

Unimed
Whatsap Sifc

Contato


captcha
Powered by BreezingForms

Localização

 

Avenida Salomão Carneiro de Almeida, 388 - Sala 56.
Centro - 89520000
Curitibanos - Santa Catarina

Fone: (49) 3241-1338 / (49) 98423-8512