Nesta quarta-feira (12), o Sindicato da Indústria Florestal de Curitibanos (SIFC) e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e Mobiliário de Curitibanos estiveram reunidos para debater a Convenção Coletiva de Trabalho 2021/2022.

Durante o mês de abril os sindicatos tiveram uma conferência e decidiram aguardar a publicação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) referente ao mês de abril, período este que, fariam suas assembleias para reunir informações com a classe e para avaliar seus parâmetros e continuidade da negociação.

Com a publicação do índice, as negociações foram concluídas e estabelecidos os novos pisos salariais.

– Vivenciamos uma situação econômica delicada, em virtude da pandemia, mas conseguimos acordar um valor favorável para ambos as partes. Como sindicato, pensamos sempre no associado como todo, ou seja, empresários e o seus colaboradores. Como entidade, temos de valorizar e sermos justos a nossa classe e ao mesmo tempo valorizar os colaboradores que auxiliam na economia de Curitibanos e região – Declara o presidente do Sifc, Luiz Fernando Brocardo.

 

Confira os novos pisos da categoria

Para os trabalhadores nas indústrias de serrarias, carpintarias, tanoarias, madeiras compensadas, aglomerados e chapas de fibra de madeira, o Piso Salarial passará a ser de R$ 1.308,84 (um mil trezentos e oito reais e oitenta e quatro centavos)

Para os trabalhadores nas indústrias de marcenarias e móveis com predominância em madeira, o Piso Salarial passará a ser de R$ 1.335,51 (um mil trezentos e trinta e cinco reais e cinquenta e um centavos).

Para os demais, o reajuste ficou estabelecido em 7,59%.

Já as outras cláusulas permanecem inalteradas.

 

Assessoria de Comunicação Sifc